Turismo de negócios – Qual a participação da sua empresa nessa atividade?

O mundo dos negócios se mostra mais competitivo a cada dia que passa e, muitas vezes, a sede da empresa já não é suficiente, e é necessário alçar voos mais altos, aproveitando oportunidades em qualquer lugar do globo terrestre. Isso explica a popularização das viagens corporativas. Já falamos diversas vezes sobre esse assunto no blog, e você pode conferir todas as postagens sobre o tema aqui. O deslocamento é, hoje, uma realidade.

Nesse contexto, ganha força a ideia de turismo de negócios. Mas será que você está por dentro de tal conceito? Neste post, a gente explica melhor do que se trata.

O que é turismo de negócios?

O turismo de negócios é considerado o conjunto de atividades de viagem, hospedagem, alimentação e entretenimento praticadas por aqueles que viajam por razões profissionais, seja para conhecer novos mercados, seja para firmar parcerias, assinar contratos, participar de treinamentos ou realizar reuniões presenciais com futuros clientes.

Trata-se de um conceito relativamente novo, mas que vem ganhando destaque na indústria nacional de viagens. No ano passado, de acordo com informações da Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), o turismo de negócios movimentou R$ 11,424 bilhões em passagens aéreas, diárias de hotéis, locação de veículos, eventos e outros serviços ligados às atividades turísticas.

No que se refere ao transporte aéreo, a venda de passagens para voos domésticos destinadas aos viajantes corporativos cresceu 9,9% enquanto, nos voos internacionais, as viagens de negócios dos brasileiros aumentaram 22% em vendas. São números que nos mostram que, definitivamente, os turistas corporativos estão cada vez mais populares.

Até pouco tempo atrás,  o funcionário que viajasse a trabalho não era considerado turista mas, com a expansão do setor de turismo, esse cenário mudou. E não é difícil entender o porquê. Apesar de se deslocarem por motivos profissionais, essas pessoas também utilizam os mesmos serviços, consomem os mesmos produtos e circulam pelos mesmos locais que os turistas “tradicionais”,  que viajam a lazer. 

Benefícios do turismo de negócios

Com o boom das bleisures, isso se tornou ainda mais claro, já que os viajantes corporativos, não raro, também usufruem das atrações turísticas e das opções de entretenimento em seus momentos livres. Isso gera benefícios para o local de destino, uma vez que esses viajantes consomem, pagam por serviços e trazem receita para esses lugares. Segundo dados do Ministério do Turismo, o turista de negócios gasta em média 3 vezes mais do que o turista de lazer. Portanto, trata-se de um belo “empurrãozinho” para a economia e para a capitalização do potencial turístico do local de destino

Essa modalidade de turismo também traz outra vantagem, que é o combate à ociosidade, uma vez que os turistas de negócios podem representar uma receita extra na baixa temporada, quando os turistas “tradicionais” não são tão abundantes e, consequentemente, o setor não está tão aquecido.

Vale lembrar que, atualmente, o turismo de negócios passa por uma fase de inovações. Hoje, já existem agências especializadas e prestadores de serviços com pacotes especificamente voltados para esse público. Existem opções de entretenimento direcionadas, em horários que estejam de acordo com a rotina dos profissionais, e com o conceito de que, se é para fazer reuniões longas ou se deslocar pela cidade para visitar parceiros comerciais, que ao menos isso seja feito com uma paisagem bonita e em um ambiente diferenciado. Nesse sentido, o uso de locais ao ar livre, com paisagens paradisíacas, ou até mesmo de cruzeiros marítimos são algumas das opções para esta modalidade de turismo.

É interessante notar, inclusive, que tais estratégias podem ajudar a tornar o trabalho mais produtivo, uma vez que um colaborador satisfeito e relaxado pode trabalhar de maneira muito mais eficiente e trazer resultados muito mais significativos. Ou seja, o turismo de negócios não só aquece o mercado do local de destino, como também pode ser muito vantajoso para a empresa e para o viajante corporativo! 

Como podemos perceber, o turismo de negócios visa a atender as demandas dos viajantes corporativos, oferecendo acomodação, entretenimento e serviços de forma personalizada e especialmente dirigida para esse público. Com isso, todos ganham: o destino, o viajante e a empresa

E a sua empresa, tem o costume de promover viagens de negócios com frequência? Em quanto você está, indiretamente, contribuindo com essa modalidade de turismo?