Técnicas infalíveis de treinamento para equipes externas

Investir em treinamento é essencial para manter as equipes externas capacitadas e atualizadas, melhorando seu desempenho.  Porém, muitas vezes, esse aspecto é altamente negligenciado pelos gestores.

Segundo a Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), os profissionais passam por apenas 21 horas de treinamento ao ano no Brasil, o que é um erro, já que equipes mais qualificadas acabam produzindo mais e melhor, e trazem retornos mais robustos para a empresa. 

Contudo, o processo de treinamento e capacitação pode diferir muito de empresa para empresa, dependendo dos objetivos e das possibilidades. Por isso, é necessário buscar as melhores técnicas para treinar seu time de vendas externas da maneira mais eficiente. Assim, todos os colaboradores operarão com maior produtividade e com foco em resultados, trazendo bons frutos para o seu negócio. 

Neste post, trazemos algumas dicas de técnicas de treinamento para usar e arrasar! 

Por que realizar treinamentos para sua equipe externa?

O treinamento de equipes externas também é um investimento e, como tal, demanda recursos como dinheiro, energia, tempo e planejamento. Porém, o resultado compensa, já que os treinamentos das equipes externas promovem diversos benefícios, como aumentar o grau de satisfação dos clientes, aumentar as vendas, e melhorar a produtividade e o desempenho dos colaboradores.

Com a qualificação, é possível formar equipes muito mais inovadoras e capazes de identificar oportunidade, buscar soluções para problemas e consertar falhas, otimizando os processos da empresa.

Além disso, promover treinamentos também ajuda a reter talentos dentro da companhia, a motivar e engajar os profissionais e até mesmo para reduzir despesas, já que funcionários mais capacitados sabem utilizar as técnicas corretas para a execução de seu trabalho. Tudo isso colabora para um ganho de competitividade da empresa no mercado. 

Dessa maneira, o retorno sobre o investimento de um bom treinamento de equipes externas pode ser bem alto, fazendo com que a experiência seja muito vantajosa. 

Algumas técnicas para um treinamento mais efetivo

Planeje com cuidado

Para um treinamento mais efetivo, é fundamental analisar relatórios, sistemas de CRM, entrevistas de avaliação de desempenho, reclamações de clientes e, é claro, os feedbacks dos próprios colaboradores para descobrir os pontos fracos da empresa e como ela pode melhorar.  

Identifique as necessidades estratégicas da empresa

Cada empresa vai precisar focar em determinados pontos-chave na hora do treinamento. Pode ser que a prioridade seja treinar a equipe para o uso de certas tecnologias, como equipamentos utilizados em demonstrações e apresentações.

Em empresas que atendem contas de multinacionais e/ou que prestam serviços para clientes do mundo todo, pode ser que a prioridade seja oferecer cursos de inglês para os funcionários da linha de frente. Já em certas ocasiões, treinamentos e palestras sobre negociação e oratória podem ser muito bem-vindos. 

Em suma, é preciso olhar para as necessidades reais da empresa para que o treinamento seja direcionado para os pontos mais cruciais. Vale lembrar que, antes de tomar qualquer decisão sobre os treinamentos, é importante conversar com o setor do RH para que, juntos, escolham o melhor treinamento para a equipe externa.

Escolha a alternativa mais adequada

Com base nas pesquisas realizadas, nos objetivos e nas demandas da empresa, é preciso definir o formato do treinamento escolhido. 

Uma das opções mais comuns é o curso presencial fora da empresa, que costuma ter um valor mais alto e demanda mais tempo, entretanto, tem a seu favor o fato de geralmente motivar e engajar mais os colaboradores, e promover uma boa fixação do conteúdo transmitido.  

Já os cursos presenciais feitos na própria empresa costumam sair um pouco mais barato e exigem menos tempo, promovem boa fixação dos conteúdo mas, em geral, são menos motivadores, o que pode dificultar na retenção. 

Se a empresa não tiver tempo ou recursos para realizar um treinamento presencial, a dica é optar pelo curso online com aulas ao vivo, que costuma ter um preço mais em conta, promove uma fixação dos conteúdos de razoável para boa, e pode ser bastante motivador se todos os membros da equipe assistirem juntos. Além disso, por ser online, é uma forma mais flexível, já que a aula gravada fica disponível para ser assistida de novo durante um certo período. 

Existe ainda a opção do curso online com aulas gravadas, que é a alternativa mais barata e oferece muita flexibilidade de horário mas, em contrapartida, pode não gerar motivação suficiente e nem sempre o conteúdo é fixado da maneira adequada, devido à dispersão comum nesse tipo de aula. 

Quem quiser reunir o melhor de dois mundos, pode optar pelo treinamento misto, que combina a flexibilidade e a acessibilidade do curso online com um evento ao vivo na empresa complementando o tema discutido, que deve ser realizado por um palestrante qualificado. Isso motivará mais o time e a fixação do conteúdo será melhor.

Divulgue o treinamento

Não basta planejar e implementar o treinamento de forma impecável. É preciso gastar algum tempo em sua divulgação para os funcionários. Uma ideia interessante é fazer um convite impresso com o logo da empresa e entregar pessoalmente aos colaboradores.

Também é importante enviar um lembrete por e-mail alguns dias antes, para que todos possam se organizar melhor. O layout escolhido deve valorizar o evento e estar alinhado com a identidade da empresa. Não se esqueça de um detalhe importante: providencie certificados com o nome de cada participante para serem entregues após o evento.

O treinamento de equipes externas é algo essencial no mundo corporativo, já que times competentes e altamente qualificados são fundamentais para que a empresa consiga crescer e se desenvolver de forma saudável.  Você já investe em treinamentos em sua empresa?