Sua empresa pratica o bleisure? Entenda as vantagens e desvantagens dessa tendência

Dentre as viagens de negócios, um tipo muito peculiar tem se tornado muito popular e gerando muitos questionamentos por parte das empresas: os bleisures.

Bleisures são uma junção de “business” e “leisure”, ou seja, representam a união entre negócios e lazer quando se trata de viagens corporativas. Isso acontece quando o colaborador que está em deslocamento usa os dias livres para fazer turismo, prolongando sua estadia além dos dias de trabalho. Assim, gasta menos dinheiro do que se viajasse apenas por lazer, nas férias.

Esse conceito está se fortalecendo cada vez mais no mundo corporativo. Neste post, vamos explicar como o bleisure funciona na prática, e quais são as vantagens e desvantagens envolvidas

Como os bleisures surgiram?

É muito comum que o viajante corporativo queira aproveitar ao máximo a sua estada no local de destino, ao invés de passar todo o período da viagem se deslocando para reuniões externas, visitando clientes e parceiros comerciais, ou participando de eventos profissionais.

Desse modo, é interessante para ele unir o útil ao agradável e estender sua permanência por mais uns dias, aproveitando para passear, conhecer pontos turísticos e se divertir nos momentos livres. Assim, a viagem que antes seria exclusivamente de negócios, passa a ter um caráter de entretenimento também. 

A tendência dos bleisures

Segundo a Phocuswright: Global Travel Market Research Company,  uma empresa que realiza pesquisas específicas para o setor turístico, 64% dos viajantes corporativos no mundo estendem suas viagens, em média, em até quatro dias, para investir no lazer em seu tempo livre. Dentre os participantes da pesquisa, 60% afirmam levar outras pessoas, como cônjuges ou filhos, para os bleisures, arcando com os custos extras. 

Outro dado interessante é que, de acordo com um estudo realizado pelo site Booking.com, 74% dos brasileiros consideram as viagens corporativas uma boa oportunidade de ter acesso a culturas diferentes e utilizar essa experiência para se autodesenvolver pessoal e profissionalmente. Parece ser um consenso que o viajante corporativo tem ganhos expressivos em experiências culturais quando faz uma viagem dessa natureza, o que acaba refletindo em seu trabalho. 

As vantagens e as desvantagens do bleisure

Para o setor de turismo, os bleisures são uma ótima oportunidade de estender seus negócios e combater a ociosidade em determinadas épocas do ano. É por isso que várias redes de hotéis estão focando nesse público e criando estratégias específicas para atender os viajantes corporativos. Já falamos sobre esse fenômeno, chamado turismo de negócios, nesse post

Para os trabalhadores, é claro, existem inúmeras vantagens, já que é a chance perfeita de conhecer novos destinos com custos reduzidos e, além de tudo, relaxar a mente e descansar um pouco do trabalho no escritório. Assim, quando voltar à rotina, ele se sentirá revigorado e muito mais produtivo. 

Para as empresas, também pode haver alguns benefícios, afinal, o bleisure possibilita que os colaboradores voltem mais motivados, satisfeitos e relaxados e acabem produzindo mais, e melhor. Como as despesas adicionais são bancadas pelo próprio funcionário, não há prejuízos envolvidos. 

Entretanto, existem alguns pontos negativos, ou melhor, alguns empecilhos que podem surgir caso a empresa não disponha de uma política de viagens corporativas coesa. É preciso pensar em algumas questões como, por exemplo, quais são as responsabilidades atribuídas à organização e ao viajante corporativo, quais são os direitos do trabalhador em deslocamento nesses casos, que medidas de segurança devem ser tomadas, como será feito o processo de reembolso e quais despesas serão reembolsadas, entre outros questionamentos que podem não estar claros para o empregador e para o empregado.

Para evitar mal-entendidos e eliminar quaisquer resquícios de dúvidas, o ideal é que a política de viagens estabelecida pela empresa seja precisa, bem detalhada, e objetiva, e que todas as normas estejam descritas com clareza. Isso ajudará a evitar desentendimentos com as equipes, fraudes e eventuais prejuízos financeiros. 

Além disso, é essencial contar com um sistema de gestão de despesas corporativas como o Rexpense. Ele é capaz de controlar automaticamente as despesas, reembolsos e adiantamentos em viagens corporativas. O controle de despesas é todo feito online, e o gestor consegue aprovar as solicitações de reembolsos em apenas alguns cliques, pelo próprio smartphone. Além disso, é possível configurar as regras de sua política de reembolsos no sistema, de modo que as solicitações que não obedeçam às diretrizes sejam barradas. 

Com o Rexpense, é fácil, rápido e seguro gerenciar as despesas de viagens corporativas, incluindo bleisures. Se você ainda não conhece essa solução, é só clicar aqui para descobrir todas as funcionalidades e agendar uma demonstração! 

E na sua empresa, o bleisure já é uma realidade?