Siga essas 6 ideias úteis para reduzir custos corporativos

Reduzir custos corporativos é o tipo de coisa que é mais fácil de se pregar do que se aplicar na prática. Porém, fazer um controle inteligente das despesas de um negócio é imprescindível para se obter bons resultados. Por isso, nesse post vamos dar 6 dicas simples e úteis para cortar custos em sua empresa.

1- Tenha um quadro de funcionários bem planejado

De tempos em tempos é necessário analisar o quadro de funcionários da empresa, reavaliá-lo, calcular se os salários estão compatíveis com a média de mercado. Uma boa ideia para reduzir esses custos sem abrir mão de qualidade é optar pela contratação de estagiários, trainees e aprendizes. Por estarem em início de carreira, a remuneração acaba sendo menor, com a vantagem extra de que são mais fáceis de serem treinados.

Vale lembrar, porém, que isso não é desculpa para negligenciar e desvalorizar seus colaboradores, afinal, eles são os maiores ativos da empresa, e um bom desempenho pode fazer total diferença. 

2- Considere terceirizar algumas tarefas

Ainda pensando em um quadro de profissionais mais enxuto, terceirizar parte das funções da empresa também é uma alternativa para cortar gastos. Analise as atividades principais da empresa e avalie quais delas podem ser terceirizadas sem prejuízos. Isso pode ser uma ótima maneira de não só reduzir os custos fixos, como também de ganhar produtividade.

3- Reduza o valor das faturas de consumo quando possível 

Pode não parecer, mas as contas de internet, telefone e luz podem causar um grande impacto no orçamento da empresa. Por isso, nossa dica é avaliar, de acordo com as necessidades da empresa, se é possível reduzir o número de minutos do plano telefônico ou contratar um plano de banda larga mais barato. Além disso, economizar energia e incentivar sua equipe a fazer o mesmo não só ajuda a diminuir os gastos da empresa, como é ambientalmente mais sustentável. 

4- Evite os empréstimos e procure pagar tudo à vista

A gente sabe que é tentadora a ideia de pegar empréstimos em banco para viabilizar planos mais ambiciosos para a empresa, mas nosso conselho é evitar isso ao máximo. Os juros nesse tipo de transação são altos e podem acabar arruinando as contas da empresa. 

Outra dica válida, já que estamos falando sobre isso, é procurar pagar aos fornecedores à vista sempre que possível, negociando um desconto, afinal, para eles é mais vantajoso receber o pagamento integral em espécie. Aliás, sempre é bom lembrar: não tenha medo de negociar com os fornecedores e, quando necessário, pedir orçamentos de outros! Dessa forma, você pode reduzir as despesas com matéria-prima e insumos consideravelmente. 

5- Planeje seu estoque

É muito comum  encontrar nos estoques itens de baixa rotatividade e em larga escala. Para evitar que o estoque fique parado, o setor de compras precisa estar atento às demandas do mercado, afinal, aplicar capital em produtos que não têm giro leva a empresa a perder dinheiro. Por isso, é essencial que o planejamento de compras esteja alinhado com as vendas da empresa. 

6- Considere o home-office

Dependendo do segmento da empresa, pode ser muito vantajoso optar pelo home-office ao invés de gastar com o aluguel de uma sala comercial e todos os custos extras que isso acarreta, como as despesas de IPTU, as taxas de condomínio e as contas de gás, luz, telefone, internet etc. Para o setor de prestação de serviços ao cliente final e para as vendas online, por exemplo, essa modalidade funciona muitíssimo bem. 

Precisa de uma ajuda extra para gerenciar as despesas de seu negócio de um jeito inteligente e seguro? Adote o Rexpense como seu aliado na gestão de despesas e reembolsos corporativos!