Saiba como escolher o transporte mais adequado para a viagem de negócios

O tempo gasto em uma viagem corporativa é, sim, dinheiro. Qualquer atraso inesperado e desnecessário pode representar um prejuízo para a empresa e diminuir o ROI da viagem. É por isso que é tão importante realizar um planejamento que foque na praticidade e na agilidade. 

Dentre os muitos detalhes que devem ser minuciosamente planejados está a escolha do transporte utilizado durante a viagem, já que tomar a decisão mais adequada para a sua empresa, além de poupar tempo, também pode ajudar a reduzir os custos e garantir o conforto e a segurança necessários durante o deslocamento dos viajantes.

Existem várias alternativas de transportes que podem ser utilizados durante os traslados para agilizar a locomoção do profissional, o problema é descobrir qual é a opção mais viável. Neste post, a gente explica que critérios devem ser levados em consideração na hora de fazer escolha.  

Foque na conveniência do transporte utilizado

Um meio de transporte conveniente aos propósitos da viagem corporativa é capaz de atender às demandas específicas desse tipo de evento.

Isso envolve ter disponibilidade de horários, um bom atendimento, ser acessível e oferecer várias formas de contato, oferecer opção de fazer reservas, ter um tempo de espera razoável, entre outros pontos fundamentais para que a viagem não se torne um transtorno. 

Pesquise preços 

Os custos dos meios de transporte são variáveis, e é fundamental fazer uma pesquisa de preços na hora de planejar a viagem corporativa. Em algumas cidades, um carro particular é quase o mesmo preço de um táxi especial partindo do aeroporto, em outras, a diferença pode ser enorme.

Em certos destinos existe a opção de utilizar aplicativos de transporte como alternativa, o que costuma ter um valor mais em conta. É preciso considerar tudo isso e levantar o valor médio de cada opção para avaliar o custo-benefício e finalmente bater o martelo. 

Garanta a segurança do viajante

Não adianta nada obter o melhor preço e colocar a segurança do viajante corporativo em risco, não é mesmo? Em viagens de negócios, é muito comum que o profissional não conheça nada sobre a cidade em que está, e a confiança no serviço utilizado é fundamental para chegar são e salvo aos compromissos.

Por isso, antes de tudo, é preciso levar em conta a credibilidade do meio de transporte escolhido. Peça feedbacks, pesquise e procure saber quais são as cooperativas de táxi mais tradicionais, se é comum haver golpes e fraudes, se determinadas opções de app são legais ou ilegais, se a locadora de veículos tem boa reputação, entre outros cuidados essenciais para garantir a segurança. 

Atente para a comunicação na cidade destino

Em viagens internacionais, o idioma pode ser um obstáculo. Para facilitar a comunicação durante os trajetos, o mais indicado é procurar por motoristas de táxi ou de aplicativo que falem sua língua, ou que pelo menos saibam inglês. Afinal, pode ser necessário trocar informações e tirar dúvidas ao longo do caminho para evitar mal-entendidos e atrasos. 

Compare as opções de transportes disponíveis

É importante fazer um levantamento das principais opções, avaliar cada uma delas e compará-las entre si, elencando as vantagens e desvantagens de cada uma. Eis as mais comuns:

Táxi

O táxi é prático e está disponível em praticamente todos os lugares do mundo, além de ser fácil de se localizar. Pode ser providenciado pelo hotel, contratado em uma cooperativa, chamado por aplicativo ou pego na rua, no aeroporto ou na rodoviária. A desvantagem é que o preço varia conforme a localidade, e nem sempre é muito atrativo. 

Aplicativos de transporte particular

Os aplicativos de transporte tiveram um crescimento enorme nos últimos tempos, devido à praticidade de se contratar o serviço pelo smartphone, à agilidade e ao preço competitivo. Entretanto, não são todas as localidades que contam com esse tipo de serviço, por isso, é necessário conferir se seu app preferido já está disponível na cidade destino. 

Locação de veículo

Se for necessário fazer percursos mais longos, e caso o viajante já conheça bem o suficiente a cidade para se locomover sozinho por ela, pode valer a pena alugar um automóvel. Essa opção é bem prática e pode ser contratada no próprio aeroporto. O profissional terá acesso ao carro durante toda a sua estadia, garantindo mais liberdade ao se deslocar.  

Já deu para perceber que não existe um meio de transporte certo ou errado, e que o ideal é sempre comparar o custo-benefício de cada um e avaliar qual se encaixa mais na sua realidade. Assim, a chance de fazer a melhor escolha aumenta, e o sucesso da viagem é garantido!