Como fechar mais negócios em viagens corporativas

As viagens corporativas têm se tornado uma rotina cada vez mais usual em empresas de todos os portes e segmentos devido à sua importância para expandir os negócios, conquistar novos mercados, prospectar clientes, participar de eventos e reuniões, fechar parcerias, entre outros benefícios. 

Quer saber como aproveitar ao máximo a sua próxima viagem corporativa? Então siga estas dicas e feche o maior número de negócios possível!

Dicas para fechar ainda mais negócios em viagens corporativas

Mantenha o foco na estratégia

As viagens corporativas podem ter objetivos diferentes, mas uma coisa é certa: há sempre muitas atividades a serem realizadas e, por isso, o viajante deve direcionar seus esforços para o que for produtivo. Por isso, o ideal é ter foco, se preparar bem e se concentrar nas estratégias, evitando “noitadas” e outros passeios que possam comprometer os negócios. 

Estude o histórico da negociação

Se você vai prospectar um cliente novo, ou efetivar a assinatura de um contrato, é preciso saber de todos os detalhes do histórico da negociação até aquele momento. Por isso, faça o dever de casa: pesquise, anote e já chegue no encontro sabendo tudo o que já foi feito, em que etapa da negociação a empresa está e munido do máximo de informações possíveis. Assim, você passará uma impressão de preparo e confiança que com certeza contará muitos pontos extras. 

Conheça o fluxo de relacionamento

Além de estudar a fundo o histórico, também é importante entender o relacionamento que já foi estabelecido com o cliente em potencial. Assim, é possível saber se ele já está pronto para uma abordagem mais decisiva ou se ainda está em uma etapa anterior do ciclo de vendas. Se o vendedor se mostra mais invasivo do que o esperado, isso pode acabar causando um efeito rebote e afastando de vez o cliente. Por isso, cuidado! 

Planeje bem sua negociação

Para obter sucesso, é extremamente importante que o viajante corporativo saiba como conduzir uma negociação. Em uma viagem de negócios, é possível estabelecer previamente os objetivos a serem alcançados, mas, para isso, é preciso conhecer a fundo o perfil do cliente, e planejar a conversa com base nisso. 

Faça um pequeno roteiro contendo os objetivos traçados e as estratégias a serem tomadas para conquistá-los. Liste também as demandas e dores do cliente, e os argumentos que você vai utilizar para convencê-lo de que seu produto ou serviço é a solução para os seus problemas. Assim, você estará mais bem preparado para discutir sobre isso de maneira convincente e precisa. 

Seja sincero

Ser sincero com um cliente em potencial é sempre uma ótima decisão, e isso deve ficar claro durante as negociações. Por isso, ao expor seu produto ou serviço, não esconda os possíveis pontos negativos nem floreie demais os positivos, de maneira que seu discurso soe falso. Afinal, esse é o momento em que você quer criar uma relação de confiança com o prospect, e isso demanda honestidade e transparência. Por isso, saiba dosar os auto-elogios para não perder a medida, e nunca, repetimos, nunca minta para seu possível cliente. 

Seja seguro e confiante

É fundamental ter segurança e confiança durante a negociação. Sua atitude durante a conversa pode ajudar a aumentar a credibilidade e, consequentemente, pode fazer toda a diferença para o sucesso da empreitada. 

Saiba ouvir

Mais do que saber expor seus argumentos de forma persuasiva, é importante saber ouvir e, assim, extrair o máximo de informações dos clientes e prospects. Saiba como fazer as perguntas adequadas para entender as necessidades e interesses, e descobrir os “pontos fracos”. Isso será extremamente útil na hora de fazer a proposta!

“Não se afobe, não, que nada é para já…”

Assim já diria Chico em “Futuros amantes”! Por mais clichê que isso possa parecer, a pressa realmente é inimiga da perfeição, e querer resolver tudo apressadamente pode colocar os negócios a perder. Por isso, seja paciente durante os encontros com possíveis clientes, afinal, nem sempre o processo de fechar novos negócios é breve. Dê tempo à negociação e colha os frutos depois! 

Ofereça algo irresistível

Deixe para o final do encontro a cereja do bolo, um benefício extra para persuadir de vez o possível cliente a efetivar o negócio. Nesse momento, você pode oferecer um desconto especial, um brinde ou qualquer vantagem extra para estimular a assinatura do contrato de uma vez por todas. O importante é sempre guardar algo de bom para o fim e usar esse trunfo para atingir em cheio seu objetivo. 

 

Que tal as dicas deste post? Você já utiliza alguma delas em sua estratégia? Se ainda não utiliza, que tal lançar mão de algumas delas na próxima viagem corporativa? Os resultados podem ser surpreendentes!