Aprenda a mensurar a produtividade da sua equipe

A produtividade da equipe é um importante indicador de que a empresa está no caminho certo para crescer, lucrar mais e ganhar destaque perante a concorrência, e uma ótima maneira de se medir a sua eficiência. 

Mas você sabe como se faz para medir a produtividade de sua equipe? Nesse post, vamos ensinar várias táticas para fazer isso em sua empresa.

1- Defina quantidade e qualidade

Quando falamos sobre produtividade, é essencial determinar quantidade e qualidade, antes até mesmo de compartilhar as metas. Mas o que significa isso?

Para determinar quantidade, o gestor deve definir suas metas em números, quantificando quanto deve ser vendido e quanto retorno financeiro deve ser obtido. Já para definir qualidade, é preciso trabalhar lado a lado com o setor de recursos humanos para melhorar o desempenho da equipe por meio de treinamentos e outras atividades que assegurem que todos os membros conheçam os padrões de qualidade que devem ser seguidos. 

2- Tenha metas realistas 

Ter metas objetivas, realistas e facilmente mensuráveis é fundamental para medir a produtividade e o desempenho, afinal, isso permite que o gestor e toda a equipe saibam quais são exatamente os objetivos que devem ser alcançados.

Conhecendo o marco inicial e o marco final de seu negócio, o gestor consegue descobrir se a equipe está conseguindo atingir os objetivos de forma eficiente, no menor tempo possível e sem deixar de lado a qualidade do empreendimento.

Todas as metas devem ser compartilhadas entre os setores da empresa para que eles possam realizar o acompanhamento em tempo real e criar estratégias e cronogramas para ultrapassar cada desafio. 

3- Acompanhe os indicadores de perto

É claro que de nada adianta ter metas consistentes e mensuráveis se não for feito um acompanhamento rigoroso e constante dos indicadores. É preciso, nesse processo, definir quais fatores serão analisados. 

As equipes de marketing e vendas deve estudar, por exemplo, a quantidade de leads gerados, o número de conversões, a margem de lucro de cada venda, entre outros indicadores. Já o setor comercial deve avaliar os preços praticados e o estoque. Cada área vai estabelecer seus próprios critérios para mensurar o desempenho. 

Por isso, cheque regularmente  quais rendimentos não estão sendo satisfatórios, dê feedbacks, busque maneiras de inovar e tome atitudes visando à melhora. 

4- Fique atento ao tempo de execução

Na hora de executar o planejamento, o gestor tem que definir não só os parâmetros de qualidade e de quantidade, como explicamos anteriormente, mas também o tempo esperado para a execução de cada tarefa da empresa. Afinal, esse fator é imprescindível para que o gestor consiga acompanhar a produtividade de seus colaboradores.

Para fazer esse acompanhamento, é necessário observar o tempo médio de execução de cada tarefa e tomar como base a sua produtividade média. O objetivo é, como sempre, conseguir realizar mais em menos tempo. 

5- Analise a concorrência

Fazer benchmarking também é crucial nesse aspecto! Pesquise empresas do mesmo segmento em que você atue e avalie seus processos e práticas, identificando o que funciona ou não.

A partir daí, é só colocar em funcionamento as ideias que puderem melhorar ainda mais sua eficiência.

Lutar para ter cada vez mais produtividade deve ser uma tarefa essencial de toda empresa, pois isso pode fazer total diferença no sucesso de seu negócio. Afinal, uma equipe produtiva trabalha melhor, consegue deixar os clientes mais satisfeitos e, consequentemente, melhora a lucratividade da empresa

Para ter profissionais produtivos em seu quadro, é preciso fazer um exercício contínuo de motivação e engajamento. Um ponto a se considerar é a incorporação do índice de desempenho aos demais processos da empresa, o que pode causar impactos muito positivos sobre a produtividade da equipe. Enfim, essa é uma busca que deve ser constante.

Esperamos que esse artigo tenha ajudado a dar algumas ideias para melhorar os seus negócios. Até a próxima postagem!