Aprenda a implementar um código de conduta para suas equipes externas

A reputação e a credibilidade das empresas estão cada vez mais em pauta, em um período de tanta exposição promovida pela internet e pelas mídias sociais. Mais do que nunca, é preciso pensar sobre a importância de manter um código de conduta. Afinal, quando orientadas por valores éticos e morais realmente sólidos, as companhias não só constroem um ambiente de trabalho saudável como também fortalecem sua imagem perante o público. 

Além disso, profissionais atentos a boas posturas e atitudes se sobressaem em suas carreiras, se tornam mais produtivos e, por que não, ajudam a empresa a ter melhor desempenho e obter resultados mais expressivos.

Estimular a ética e a solidariedade cria um ambiente de trabalho mais saudável e sustentável, e melhora o relacionamento entre as equipes. Isso, é claro, se reflete na reputação conquistada pela empresa, ajudando a transmitir seriedade e responsabilidade, e a atrair investidores, clientes e parceiros comerciais. 

Além disso, ter um código de conduta coeso e justo viabiliza a identificação e a punição de desvios éticos, antes que eles causem problemas mais sérios.

No que diz respeito às equipes externas, isso não é diferente. Por lidar diretamente com os clientes, fora da empresa, os membros desses times ficam ainda mais expostos, por isso, a atenção a boas práticas e às normas da empresa é indispensável. Qualquer deslize cometido pode trazer problemas sérios para a imagem da marca e causar prejuízos. Portanto, estabelecer um código de conduta organizacional é uma tarefa que não pode ser postergada! 

Quer saber como implementar um código de conduta para suas equipes externas? Então, fique de olho nessas dicas!

O que é um código de conduta organizacional?

Em um ambiente empresarial, o código de conduta estabelece padrões de comportamento que devem nortear a maneira como seus colaboradores agem. Ele deve ser claro e objetivo, e ser capaz de eliminar quaisquer dúvidas a respeito das práticas que devem ser evitadas e atitudes que devem ser tomadas. 

Essas normas previstas no código devem ser transmitidas a todos os funcionários da empresa, inclusive para aqueles recém-admitidos, enfatizando a importância de seu cumprimento para a saúde organizacional. 

Vale frisar que um bom código de conduta não existe sem coerência. Caso contrário, ele se torna apenas um amontoado de frases e termos politicamente corretos, mas vazios de conteúdo. Lembre-se de que o código de conduta não é apenas um texto bonito a ser exibido no site institucional, mas sim uma parte importante da cultura empresarial, que deve ser incorporado a todos os processos. 

Como implementar um código de conduta em sua empresa? 

Não existe um código de conduta que sirva para todas as empresas, já que as normas devem ser estabelecidas de acordo com os valores de cada organização. Mas existem algumas etapas básicas que ajudam a nortear o trabalho. Eis um passo-a-passo para auxiliar nessa tarefa:

Crie um comitê de ética

O código de conduta é estabelecido por um comitê composto por membros escolhidos da administração, pelos principais dirigentes, por membros do setor jurídico e do departamento de RH, e de profissionais que atuem nas áreas mais significativas da empresa. 

Os membros do comitê devem ser eticamente íntegros e se colocarem a disposição para avaliar e revisar regularmente as normas do código. Eles também devem se comprometer a tomar providências quando algum colaborador apresentar desvio de conduta, mesmo que o caso não venha a público. É fundamental que esse comitê seja renovado de tempos em tempos, para garantir a transparência. 

Com um comitê bem-estruturado, as denúncias podem ser avaliadas com mais rigor, e as penalizações previstas podem ser aplicadas como forma de conscientização. 

Aposte em um debate saudável de ideias

O código de conduta não pode ser simplesmente imposto com base nas ideias do dono da empresa. Todos os pontos estabelecidos devem ser discutidos entre os membros do comitê, com um debate saudável para chegar à conclusão de quais são as normas mais importantes a serem seguidas. Se possível, é bom colher feedbacks dos demais colaboradores nesse processo para ajudar a orientar, afinal, o código tem que fazer sentido para a realidade da empresa. 

Defina os pontos-chave

O código de conduta precisa ser claro e objetivo, sem margem para interpretações errôneas e mal-entendidos. Por isso, muito cuidado na hora de redigir o conteúdo. A redação do código deve ser direta e de fácil entendimento de todos, com frases curtas e regras bem explícitas.

No que se refere às equipes externas, é importante incluir itens relativos ao trato com clientes e prospects: a maneira como agir com eles, que abordagens utilizar, que palavras priorizar ou evitar em seu discurso, entre outros. Também é importante especificar questões referentes ao uso dos recursos da empresa durante o exercício das funções, explicitando, por exemplo, o que é considerado ético ou não quando o assunto são as despesas corporativas a serem reembolsadas. 

Não se esqueça de contar com apoio jurídico para garantir que o texto está dentro da lei. 

Determine normas para dentro e para fora do ambiente de trabalho

O código de conduta, para ser eficiente, não deve ser limitado ao ambiente interno da empresa e seus colaboradores, mas incluir também os dirigentes, os consumidores e os acionistas, quando houver.  

Todas as relações de trabalho têm um papel no ambiente empresarial, e devem estar normatizadas para evitar problemas.  

Divulgue amplamente o código de conduta

Depois que o código de conduta finalmente estiver estabelecido, é hora de apresentá-lo à comunidade, o que pode ser feito de diversas maneiras. É possível fazer uso de murais, entregar impresso a cada colaborador ou mesmo fazer a comunicação através do e-mail corporativo, da intranet da empresa ou de aplicativos de mensagens instantâneas, como o Skype. Para escolher o melhor método, é essencial levar em conta o fluxo de comunicação dentro da empresa. 

Não se esqueça de garantir que todos tiveram acesso ao documento, solicitando a confirmação do recebimento. Isso é especificamente importante quando falamos de equipes externas, já que, a rigor, elas passam menos tempo dentro do escritório, e podem ficar mais alheias aos assuntos internos. Por isso, dê atenção especial a elas e se assegure de que receberam e leram as normas. 

 

Sua empresa já tem um código de conduta? Caso não tenha, esse pode ser um bom momento para começar a pensar nesse assunto!